Páginas

terça-feira, 11 de maio de 2010

INÉRCIA

Eu vejo o meu universo se perder
Sinto que nem o vácuo é tão vazio,
Não há uma luz que venha mudar toda a escuridão,
Sinto-me perdida e confusa,
Eu simplesmente não consigo pensar em nada.
Tudo o que encontro dentro de mim mesma é frio e escuro,
Mas até um céu nublado tem cor,
Enquanto não há tela que eu pinte que possa colorir algo.
Queria fazer algo,
Mas tudo o que eu posso fazer é não fazer sentido.
Não acho que possa definir,
Se pudesse, usaria apenas uma palavra:
INÉRCIA .

M. xxxxxxxxxxxx


"The sea between us only amplifies the sound waves ... ♫"

2 comentários:

Anônimo disse...

Sou eu, vc sab qm sou...
Otimo poema, as comparações são muito boas, passa uma boa idéia na subjetividade e principalmente o titulo, não teria mais adequado...

Marina' (*) disse...

hauahauhauahau... sim, sim, você realmente não consegue se manter no anonimato... kkkkkk! =D
Obrigada! ^^

Postar um comentário