Páginas

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Ir (racional)

Racional: que usa a razão, ou conforme a ela. Razão: Faculdade de avaliar; julgar; ponderar ideias universais; raciocínio, juízo. Faculdade de estabelecer relações lógicas, de raciocinar; raciocínio, inteligência. Bom senso; prudência. A lei moral; o direito natural.*
“Penso, logo existo” disse Descartes. Em que você está pensando agora? De nossa existência pensante, temos que somos da espécie Homo sapiens sapiens, o homem que sabe que sabe, ser humano, animal racional. De tanto saber que sabe o homem absurdamente vive errando, bem, pelo menos ganhamos experiência.





Até o mais racional dos seres age como o mais irracional destes certas vezes, óbvio, todos estamos sujeitos aos erros. Bem, mas eu quero falar mesmo é dos momentos que agimos como idiotas, não, quero dizer, dos momentos em que somos feitos de idiotas. É uma das coisas mais irritantes para qualquer ser pensante. Sentimos que somos os racionais burros, o homem que sabe que é um otário, a décima pessoa depois de ninguém. Sentimos raiva de nós mesmos e achamos que somos idiotas sim!
“Ela havia ficado lá depois do seu horário apenas por saber que ele também estava lá, de certa forma, já era humilhante só o fato de ela se importar tanto com ele (os motivos não importam). Esperou uma, duas horas, poderia estar em casa, mas preferiu continuar ali onde ele estava fazendo uma das coisas que mais gostava. Ficou observando-o, mesmo que por pouco tempo. Ele acabou o que estava fazendo e simplesmente foi embora, sem nem ao menos se despedir. Talvez a língua dele não caísse se ele tivesse aberto a boca e dito apenas ‘tchau’. Bem, espero que ela seja mais inteligente, racional e educada da próxima vez e bote pelo menos o casaco dela no chão para que ele passe por cima e não suje os pés.”
Pensamos que poderia ser de outro jeito, que poderíamos ter feito de outra forma, mas o que está feito, está feito. Que saco, deveríamos sentir liberdade para sermos imaturos algumas vezes! Não há animal racional em plenitude, somos animais sentimentais, somos o que sentimos, por isso erramos. E de nenhuma forma isso é ruim, o fato é que não podemos racionalizar e quantificar tudo, simplesmente sinta e se tiver vontade de ser imaturo, seja! Se quiser fazer birra, faça! Errar não é humano? Erre bastante e ganhe muita experiência, aprenda para não repetir os mesmos erros.
Há momentos que não sabemos nem o nosso próprio nome, como poderíamos manter a faculdade de estabelecer relações lógicas, o bom senso, a prudência? Quanto mais alguém se priva de algo a fim de ser racional, mais sem razão este ser está. Sinta cada sentimento que tiver vontade, mas esteja liberto mesmo. Aproveite a raiva e grite, esmurre a parede, coma chocolate, chore. Aproveite a felicidade e grite, esmurre a parede, coma chocolate, chore. Depois ria, ria de tudo isso, já passou mesmo. Tenho uma teoria atual, acredito que todos devem ter a liberdade de serem imaturos às vezes, mas só às vezes mesmo, uma pequena lembrança pueril, mas só se dê esta liberdade se não for se arrepender depois, não gosto de arrependimentos.
Bem, eu sou apenas o homem que sabe que nada sabe.


* Pegando o “Mini Aurélio” você achará a mesma coisa. (:


~ Sou um animal sentimental me apego facilmente ao que desperta o meu desejo ♪

13 comentários:

D'Angelo Rosenheim disse...

Somos racionais, mas, também somos animais - e assim sendo, temos impulsos e necessidades primitivas e involuntários; daí sentimentos e consequentemente erros. Bacana, o texto.

- Mariana Ferrer disse...

mto legal o texto ;]

PaulinhoIron disse...

Somos livres para pensar, porém não somos livres para agir. A sociedade impõe que tenhamos apenas pensamentos racionais, seguindo padrões estabelecidos por aqueles que tem o poder.
Óbvio que tudo se torna muito mais interessante quando adicionamos uma pitada de loucura numa vida onde tudo é tão milimétricamente calculado.
Óbvio também que podemos e DEVEMOS ter nossos momentos de loucura, o que não nos deixa no direito de fazermos coisas que vão machucar os outros e, principalmente, a nós mesmos.
Outro belo texto :)

nemesis disse...

na verdade eu costumo errar com frequencia,e por algum motivo eu erro de novo,mas msm assim eu aprendo com eles neh?mas eu cometo o pior dos erros todo dia,n sei se terei coragem pra n errar mais,eh mais forte doq eu.

bem eh isso.pessoal da uma olhada no meu blog:http://wwwminhavidavaleapena-nemesis.blogspot.com/ desde ja agradeço.

teh mais marina.bejao. FEH

Questão disse...

A nossa inteligência de Homo sapiens sapiens nos faz pensar nos trás soluções intelectuais, fisicas, mecânicas, químicas científicas enfim.
Mas trazem sérios crises existenciais.

O excedente gera dor, dor do outro.

Você redige muito bem!!!

Tranforma sua intelectualidade em arte para expressar o seu sentimento.

intelectualidade recheada de sentimento!!!

Carmen Lícia disse...

Ihh!!
Adorei mais uma vez!
Principalmente essa frase: Que saco, deveríamos sentir liberdade para sermos imaturos algumas vezes!
É verdsade as vezes as pessoas nos precionam para sermos mais maduras, mas, gosto da liberdade e do poder que eu tenho de obedecê-las ou não. Prefiro não segui-lás e ser como quero ser, mesmo que elas achem que sou imatura.
Hihihhi

Te Amo, amiga.
Bjõesss ;**

May disse...

Huuuum .. Eu sei que você gosta de ser irracional :P uahuahuahuahuahuahua .. agora, falando sério .. Gostei do seu texto! Apesar da nossa sociedade ter passado por várias transformações, o egoísmo das pessoas parecem estar no sangue! Somos racionias, mas agimos como irracionais .. e, a melhor maneira de enxergarmos isso é como as pessoas são tratadas no meio em que vive! Por que as pessoas só dão atenção pra quem quer ? Por que as pessoas não param para ver que estão erradas ? A realidade é que ELAS (marina, :D )não sabem valorizar o que tem! Elas se acomodam no meio em que vivem.. E, sofremos com tal decisão, mas .. por amor, o tempo vai nos ensinando a sermos melhores, mesmo que nada seja recíproco,o importante é nos sentimos bem e nao ofendermos ao proximo.. é esse amor, que nos une, LOVE .. e que faz eu entender você e você a mim.

J.R. disse...

Adorei o seu texto. Abraço!

Pedro disse...

Se ser racional é ser um monstro, eu não sou isso.
São tantas coisas que o homem anda fazendo, coisas que me assustam, que eu ando me perguntando: ISSO É SER RACIONAL?
E sabe de uma coisa? EU TÔ COMEÇANDO A DUVIDAR!

refugiodiario disse...

Então... não penso, logo, inexisto?
Pois eu apoio o GOOGLE, logo existo, isso sim :P
haha
bjs

Lucas Esteves disse...

Só podemos saber que erramos, se pernsarmos nisso...

Mas o fato de repetirmos o erro, acho que se dá pq, temos a esperança que repetindo ele, em algummomento, talvez ele deixe de ser erro...derrepente dê certo, aí teremos a sensação de nunca ter errado, a sensação de quem errou foram os outros...

seilá..


http://estevespensando.blogspot.com/

Marco Túlio disse...

Galera, aqui está o link do meu blog,
o verdadeiro humor xD
http://le-isso.blogspot.com/
Espero que entrem, vale muito à pena,
Se gostarem, comentem e me sigam,
Vai ajudar muito o blog,
VLW
FLWS!

Carolina B.! disse...

Marina!
Adorei seu texto ^^

As vezes me pego pensando que agir assim ou assado, ou pensar assim ou assado é errado, é 'irracional' , é medíocre ou inferior... Quando conceituamos as coisas assim, acabamos julgando atitudes alheias e punindo as próprias, como se tivéssemos o dedo de Deus. hehe

Então quando tenho certeza das coisas, de como se deve agir, de como se deve viver, e sei lá o que, repentinamente tudo caí. Desmorona-se a racionalidade, ao ver que não maneiras certas e erradas de se viver [ não falo pela visão religiosa ], existem maneiras, existem escolhas e existem consequencias.
E o fato é, que todo mundo acaba na horizontal e embaixo da terra,e diante da morte, diante da pura natureza, não há regras de conduta...

Ah, realmente, só sei que nada sei... haha

Beijo!

Postar um comentário