Páginas

domingo, 5 de dezembro de 2010

Meu pai

Papai e Marininha baby... alguns muitos anos atrás (:

            Sou mulher, mas também sou menina. Não posso dizer que já vivi muito, embora tenha vivido o suficiente para perceber que nunca parei realmente para prestar atenção no quanto amo ouvir a sua voz.
            É irresistível olhar nos teus olhos e saber que estou vendo os meus próprios. Seus olhos são os meus, meus cabelos os seus, o jeito é o mesmo, eu sou você – pelo menos em grande parte.
            Preciso confessar que muitas vezes não percebo o que falas, entretanto isso não acontece porque eu faço pouco caso de suas palavras, mas é que eu me perco nos sons e nas visões que eu tenho de ti. Eu já disse isto para alguns, não obstante és aquele que plenamente me mata de orgulho, se tem alguém que eu quero ser quando crescer, esse alguém é você, meu pai, o MEU pai (é eu sei que irias dizer: “você não deve querer ser ninguém mais além de você mesma.”).
            Sem você eu não saberia o que é ser imprevisível, não teria individualidade, não teria coragem de ir atrás do que eu mais quero mesmo que pareça loucura. E por mais que seja clichê, eu não sei expressar isto em outras palavras que não sejam EU AMO VOCÊ, já sabias disso, não? Eu gosto de enfatizar as informações.
            Porque você foi o único que soltou fogos quando eu nasci, foi a coisa mais fofa que já fizeram por mim, mesmo que eu nem me lembre disso (óbvio!). Você me mata de orgulho, cara! E eu só peço um pouco de coragem, porque algum dia ainda irá ouvir essas palavras.


Veja o sol dessa manhã tão cinza, a tempestade que chega é da cor dos teus olhos castanhos...   ♪

6 comentários:

PaulinhoIron disse...

Poxa Marina, me emocionou esse seu texto! MUITO LINDO!
Pai e mãe são as pessoas mais importantes que temos em nossas vidas. Sim, juramos amor eterno sempre àquelas pessoas que conhecemos durante nossas vidas, mas são apenas eles que vão realmente entender que o nosso amor POR ELES é eterno, mesmo que não demonstremos isso!
Parabéns mesmo, e repito, me emocionou demais esse texto rs!
Beijos!

Carmen Lícia disse...

Aii amiga!
Que lindo, você tem tanta sensibilidade. Meus olhos encheram de lágrimas. ;D
Muito perfeito!
Você deveria mostrar isso a ele! =D

Fica com Deus.
Beijos,
Lícia ;*

May disse...

Mto lindooooo! *-*
Nossos pais nos matam de orgulho, né amor ?
se eu tivesse lá perto de marleide no dia em que você nasceu, eu soltaria fogos tambéeem, digna! :D

talvez você nao queira ouvir isso de mim, mas é uma prova da minha amizade, uma prova de que sempre estarei aqui ..! simplismente, eu amo você! você me faz bem.

Marina T. disse...

Muito obrigada, obrigada! :D
Acho que ainda há alguma sensibilidade em mim .. rs!
Ai, Ai, May .. kkk! É nos matam de orgulho sim, ainda bem que você não estava lá com Marleide .. KKKKKKKKKKKK! Obrigada, amor! Beeijo ;*

Diario de uma gravida disse...

Prima linda amei o seu blog e no dia que vc nasceu muita gente ficou feliz, inclusive eu que me lembro bem desse dia. Voce era e ainda eh linda....PARABENS PELA SUA APROVACAO NA 1 FASE DO VESTIBULAR!!! VC MERECE!

Marina T. disse...

Ah, muito obrigada, prima! Você que é linda! Agora é esperar e confiar no resultado da segunda fase... ;D
Beeijo ;*

Postar um comentário