Páginas

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Quando

            Tantas coisas podem ocorrer em um espaço tão curto de tempo, e ainda assim, achamos que 24 horas não é tempo suficiente para um dia inteiro. Não obstante, não temos a noção do que pode acontecer em apenas um único segundo. No segundo que acabou de passar, a luz já percorreu 3x108 metros no vácuo, o sol já transformou cerca de 5 milhões de toneladas de hidrogênio (H) em hélio (He), muitas pessoas terminaram suas jornadas pela vida e muitas outras acabaram de deixar o oxigênio entrar em seus pulmões, mostrando que a corrida está apenas começando.

            Se tudo isso pode acontecer em apenas um único e mísero segundo, por que 86.400 segundos (um dia) seria pouco tempo?
            E o que é o tempo? Tempo é uma noção primitiva, ou seja, é uma noção aceita sem definição. Se nem a minha tão amada Física pode defini-lo, o que eu posso dizer? E se não há definição, não podemos dominá-lo, fazê-lo ir e voltar para momentos inesquecíveis, tudo o que ele traz é inesperado.
            “Tudo começou... não sei como ou quando, ela não esperava. Ela o conhecia de vista e para falar a verdade, ela nem ia com a cara dele. Foi tudo tão informal e fácil, uma conversa boba e ele já tinha percebido que eles dois eram a mesma pessoa, a mesma alma dividida em dois corpos. Ela não percebeu de imediato, ele ainda era tão indiferente para ela, mas isto não durou muito tempo, eles eram a mesma pessoa e existe a inseparabilidade dos pólos: não há pólo norte sem pólo sul em um ímã e vice-versa. E por mais que esse ímã seja partido, cada pedaço dele se transforma em um novo ímã, cada um deles com um pólo norte e um pólo sul. Durante quase um ano, ela acreditou que ele era o cara de sua vida e acreditava que o tempo podia passar, anos poderiam correr, mas no fim eles ficariam juntos. Pura confusão ou doce ilusão, como você preferir. Eles ainda são a mesma pessoa, mas são ótimos amigos, um sentimento sincero. ‘Amizade é a mesma alma dividida em dois corpos’ foi o que Aristóteles disse”.
            Provavelmente isso te fez lembrar quem apareceu em um segundo tão inesperado e fez uma diferença grande em sua vida.  Como foi? Um esbarrão? Uma troca de olhares ou de palavras bobas?
            Você ainda tem tantas coisas para fazer hoje, relaxe, você não sabe o que acontecerá no próximo segundo, vai dar tempo. Temos muito ainda por fazer, tanto tempo em tão pouco tempo.

15 comentários:

Daniel Remondini Filho disse...

Sensacional. Belo post!
E, realmente, Aristóteles disse isso. Sou estudante de filosofia e confirmo a sua afirmação no final do texto.
Agora, sobre o tempo que você diz no texto, prefiro eu chamá-lo de apenas “horário”. As pessoas se preocupam mais com horários e, no fim, acabam achando que nunca haverá tempo o suficiente, sendo que, o tempo é infinito!

Quando quiser dê uma passada no meu blog!

http://blogdodanifilho.blogspot.com/

Luiz Brisa disse...

eh assim msm
gostei d+
xD

nemesis disse...

eu perco mt a noçao de tempo,mas parece q ele sempre passa rapido.bom,vai saber neh?hehehehehe

Confidente disse...

Pois é isso me fez lembrar de quem apareceu na minha vida em um segundo não esperado com palavras bobas que me conquistou! Muito bom seu post, peguei seu blog na comu do orkut.
Ja ganhou uma leitora!

http://produtodopensamento.blogspot.com

PaulinhoIron disse...

Confesso que tentei elaborar um comentário, mas tenho certas dificuldades de falar sobre o tempo e tudo o que pode ser feito e tudo o que foi deixado de ser feito. Um assunto complexo que você contou de forma tão livre, com um desenrolar muito bom. Mais uma vez, parabéns!

/Digow disse...

As pessoas ocupam seus dias resolvendo problemas, trabalhando, estudando, fazendo atividades de seu interesse, e dessa forma nem veêm o tempo passar e reclamam do "pouco tempo" que tem, e como você disse, nem percebem as milhares de ações que ocorrem em uma pequena fração de segundo. No simples digitar, nosso cérebro funciona tão rápido que um simples segundo parece demorar. No final de tudo, o tempo é relativo à forma de que cada um de nós o ocupamos. Excelente reflexão Marininha, Beijão!!

Naby Lima disse...

Muito bom o post parabéns...

blog bem interessante..

E. B. Israel disse...

Na verdade passei aqui simplesmente para retribuir a visita, mas gostei muito do teu modo de escrever, parabens!

http://ebisrael.blogspot.com/

Caio Gomes disse...

é aquela velha história, de pessoas que aparecem em sua vida de uma forma inesperada e fazem toda a diferença. Realmente temos que nos preocupar com o agora, deixe cada dia com seu mal.

Adorei o texto,

Beijooos!

Daniele disse...

Amiga.. adorei!!
me indentifiquei muito com o texto, acho q vc sabe por que neh!?
Em Fim... o tempo, velho tempo, as vezes amigo, as vezes tao cruel! vai saber!?!? queria poder esquecer algumas coisas num segundo e viver outras em milesimos de segundos!
te amo, amiga!
saudades=***

Marina T. disse...

Obrigada, Daniel. Bem, eu não acho que o tempo seja infinito, porque ele teve um começo e sendo assim, espera-se que ele tenha um fim (é uma visão pessoal). Antes de o Universo vir a existir (se foi por criação, Big Bang ou qualquer outra coisa que você possa imaginar (: ), não havia nem tempo e nem espaço, o tempo surgiu com o Universo e se o Universo acabar, não acabaria também o tempo? Enfim, por que estou dizendo isso mesmo? Rsrs! Deixa pra lá! Isso foi só pra dizer que não acho que o tempo seja infinito, mas confirmando que é minha visão pessoal.
Confidente, acho legal que o texto tenha te trazido boas recordações e obrigada por seguir! ;D
Ah, Paulinho, simplesmente relaxe, tudo flui muito naturalmente, eu fico tão relaxada que sempre chego atrasada nos lugares... rsrs! =D
Diguinho, você me mata de orgulho! Rsrsrs! Eu concordo que o tempo é relativo à forma com que nos ocupamos, ou seja, depende de como nós usamos o nosso próprio tempo. Fico MUITO feliz em saber que você leu esse texto, sabes que é importante para mim! ♥
Pois é, Caio, devemos viver o momento atual, por que se preocupar com o que já passou ou com o que ainda nem chegou e nem sabemos se chegará?
Ah, Dani... Sempre soube! Huahua! Se preocupe em voltar para cá, esqueça o resto! Kkk! Amo-te, saudades! ♥
Enfim, muito obrigada a todos! =D
Beejo. ;*

Guilherme D. Dutra disse...

Nossaa muito bom. Vc escreve muito bem. Parabéns.

Carolina B.! disse...

Mariana!
poxa, reflexão maravilhosa *_*

Entrei na hora certa aqui. O tempo parece ser mágico as vezes, ou a magia está nas mãos de quem rege o tempo ( quem? )...

Estava agora mesmo num tumulto interno, pensando em como dizer coisas que que eu diria num tempo que só existe aqui nos meus anseios, o futuro...
Me dou conta de que o coração, no momento exato vai guiar a mente para dizer o que tiver que ser dito. Eu peco quando fico formulando palavras e idéias que eu acredito TER que dizer, antes que seja tarde. TARDE? Então vejo que entramos no labirinto do tempo, com a afirmação TARDE. hehe ( e ainda considerando que os acontecimentos sempre frustam nossas espectativas, então tanta preparação e preocupação acaba sendo inútil, nao é -.o)

Pecamos em acreditar também que alguém possa ser o polo oposto dos nosso imã. Como voce disse, somos imãs, cada qual com seus dois pólos. Que presunção egoista achar que completamos alguém.

Sabe, era justo sobre isso que eu estava pensando antes de ler seu texto; sobre "imãs", pensamentos enovelados pela ilusão do tempo... acho que eu teria passado o dia todo enrolada com isso, se eu não tivesse por intuito entrado aqui agora... haha

Eu fico muito feliz quando encontro pessoas, como tu, caminhando para o que acredito ser o auto-conhecimento ^^

Abraço!!

Carolina B.! disse...

p.s: creio que eliminando toda ilusão ( paixão?) acaba mesmo sobrando a amizade, que tem como base o amor e compreensão, nada mais... E isso não deveria ser frustrante...

Anônimo disse...

Por Lilde M.
Um dia desses aí... Aconteceu um esbarrão e uma troca de olhares, mas nada de palavras bobas.!

E adorei o texto..
Congratulations my wonderful friend.!

Postar um comentário