Páginas

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Convenciona-se que...




            Convenciona-se que...
            Convenciona-se que...
            Convenciona-se que...
            Bla bla bla...
            Marina diz: “Professor, por que o fatorial de 0 é igual a 1?”.
            Professor diz: “Ah, minha filha, isso é uma convenção.”.
            Certo, chega dessa porcaria de convenção, eu quero mesmo é ter as respostas.

            Eu sou muito curiosa, sabe? Mas não me interesso por coisas irrelevantes, tenho muita curiosidade de saber e conhecer coisas que me levem a algum lugar. A postagem não surgiu da bendita questão de que 0!=1, essa foi apenas uma forma de exemplo, enfim...
           Eu preciso de respostas para minhas perguntas, sou curiosa e tento entender a razão de quase tudo, talvez seja o meu lado científico falando. Já fiz milhares de vezes a milhares de pessoas a mesma pergunta “por que o fatorial de 0 é igual a 1?” e todos me respondem a mesma coisa: “é uma convenção” (por favor, se alguém tiver alguma resposta ou teoria pessoal, fale-me e agradecerei! :D). Fato é que as convenções existem para que tenhamos dúvidas, elas só geram frustração! :@
          O fatorial de 0 continua sendo 1, isso foi convencionado dessa forma, ou seja, alguém disse que era assim, embora talvez nem mesmo esse alguém saiba explicar por que, o que não impede que o fato seja comprovado. O negócio é que eu não me acostumo com o “é assim e pronto”, não tenho tendência ao conformismo. Odeio convenções, nem por isso elas deixam de existir.
            É que eu sou muito curiosa, sabe? Esse texto, bem, esse texto é inútil.

5 comentários:

Netinho disse...

' hahahaha, acontece mesmo. Somos movidos pela curiosidade. Mas certos aspectos devem ser passados despercebidos para evitar frustrações. hahaha. Parabéns pelo blog.

' voltei a escrever

http://neto09.blogspot.com/

me dê uma força. Obrigado

nemesis disse...

eh msm.ninguem sabe hehe MAS tem coisas q realmente n tem oq insistir eh assim e pronto,conformismo eh uma droga ja q estamos em constante duvida mas acho q tem coisas na natureza q n se explica msm hheehehehehehe.
bj marina teh mais =)

Calcanhar de Aquiles disse...

Procuro fugir das convenções e padronizações.
Somos únicos e tantos ao mesmo tempo.
Individualizados temos sido coletivizados.

Muito bacana o uso que você faz desse espaço.
Abração do amigo "Calcanhar" aqui.

PaulinhoIron disse...

Fatorial, fatorial...vi isso em fevereiro e hoje, em novembro, tenho certeza que estou de recuperação final D:
É bom ser curioso, talvez isso mova o mundo de uma maneira geral. A curiosidade de saber como é tal sensação, tal sentimento, tal coisa...
E o que faz com que algumas pessoas sejam menos curiosas, talvez seja essas benditas padronizações. Já que é um padrão, porque querer entender se não vai mudar? E assim muitos vivem...
Gostei :)

Beijos!

PaulinhoIron disse...

Hey Marina, cade seus belos textos moça? Saudades de ler o que você escreve :)

Postar um comentário