Páginas

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

O começo no fim

         São 3 horas e 7 minutos da manhã do dia 31 de dezembro, último dia do ano de 2010. Minha cabeça está turbilhando com tantos pensamentos inertes. Minha cabeça está inerte com tantos pensamentos turbilhantes. Daqui a algumas horas, um ano inteiro terá passado e o que terá mudado? Nada. Tudo. Ainda será oxigênio que você respirará, não conseguirá viver com o arsênio como as últimas bactérias descobertas, seu DNA não sofrerá mutações por causa da virada, seus pais serão os mesmos, você olhará ao redor e verá a mesma coisa que viu quando o seu relógio marcava 23h59min. No entanto, muitas coisas terão mudado, isso porque todo mundo planeja algo para o começo que surge no fim. Ai, ai, são tantas variáveis! Movemo-nos de acordo com o que as reações de nossas ações nos trazem, movemo-nos de acordo com as reações provocadas pelas ações dos outros. Enfim, tudo depende de tantos fatores que o nada acaba dependendo do tudo, por isso é muito mais fácil dizer apenas: Tudo é relativo. Movemo-nos pela ação. Movemo-nos pela reação.
         Eu posso imaginar a Terra completando mais uma volta em torno do Sol. Eu posso imaginar a terra iniciando mais uma volta em torno do Sol. Então eu comecei a pensar em uma única razão, descobri que não era o oxigênio, mas o Universo inteiro é o que me faz viver, todo este sistema perfeito regido pelas Leis da Física. E não é só isso, há algo que vai além, algo metafísico, porque houve um ponto de partida, um ponto em que o Universo veio a existir. E antes de tal ponto não havia tempo nem muito menos espaço, é o marco zero do Universo, e antes do Universo não havia Leis da Física, assim, o Universo é criador destas. Quem é o criador do Universo? Respondam-me se puderem. Fato é que o nada pode surgir do tudo, assim como podemos fazer surgir escuridão a partir de luz e ausência de som a partir do próprio som, entretanto o tudo não surge do nada. Ex nihilo nihil*.
         Não precisamos de um final de ano para aproveitar o recomeço, o fim de qualquer coisa é sempre o início de algo. Deseje. Simplesmente queira, entretanto não espere cair do céu. Alguém disse: “Quem espera sempre alcança”, esse daí deve ter morrido de tanto esperar. Lute pelo que deseja, conquistas devem ser merecidas. Eu desejo ardentemente que alguma força externa venha alterar o equilíbrio desse meu sistema ideal.
         Talvez haja o sentimento de recomeço por causa da chuva, notou que sempre chove na noite do dia 31 de dezembro? Não? Pois eu acho que sempre chove nesse dia, a água vem e leva tudo embora, então as pessoas ficam limpas e prontas para um novo começo, um novo ano. Eu amo a chuva, principalmente quando é bem forte para que possa me molhar completamente. Amo os trovões, por meio deles o céu se comunica. Amo a diferença de potencial elétrico que gera os raios. Amo as nuvens e como elas se movem, elas são tão soltas. Eu amo. Desejo as mudanças de um ano novo e desejo que o que eu amo permaneça, simplesmente pelo amor.
         São 4 horas e 41 minutos da manhã do dia 31 de dezembro, último dia do ano de 2010. Os pássaros cantam anunciando que não só o Sol, mas um novo ano vem vindo, pois é o começo, mais um começo no fim. Eu amo os pássaros por possuírem um canto incomparável e por terem o dom de acalmar. Eu amo o Universo. Amar, simples assim, fato.


            “Agora, pois, permaneçam a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor.” I Co 13:13



E que todos vocês tenham um feliz Ano Novo!

*Nada vem do nada.

11 comentários:

Anônimo disse...

Miniiiiina, Marinex dignidade puuura viiu.. adoreeei..
Beijos Marinez ;*
Por: Sara R.

Jonatas disse...

amo o nascer do sol, pois se refaz o amar de Deus em mim. Não só o amar dEle, mas o meu amar para as coisas que valem e pena de fato. amo o pôr do sol, pois se se considerar o fato de que ao nascer o amor é novo, estamos nos preparando para mais um amor, não outro amor, o mesmo amor, mas um novo amor(já falamos sobre algo assim!)... amo o som que o meu violão produz, tudo pelo vibrar de cordas, que atingem as moléculas de ar que atingem outras e chegam até mim. Som que é poesia, mesmo sem ser capaz de dizer uma palavra, diz tudo que eu preciso ouvir. amo o silencio do meu violão, que sempre me diz: estou aqui, sempre que você quiser, estarei aqui. "Quando tudo estiver mais difícil, eu ainda estarei aqui" (uma outra musica minha), mesmo que eu esteja triste, ele ainda estará no meu quarto pronto pra ser tocado e fazer o que eu quiser...
marina, sou teu violão :)
é muito mais que o amor, é apenas um violão.

Claire Minuet disse...

Tua citação do livro de Coríntios coube bem ao teu texto, o recomeço, o ciclo, um quase eterno ciclo, uma aliança que em seu meio encontra-se o amor!
felicidade e um bom fim/começo!

bjs

PaulinhoIron disse...

Marina do céu, que texto é esse? *-*
Creio que, enquanto uns acreditam que a passagem de um ano para outro é apenas uma mudança no calendário, eu acredito que é sim um recomeço, uma nova chance que temos para colocar em prática nossos sonhos, planos, objetivos. O meio físico não mudará com a virada do ano, e, como você mesma citou, "você olhará ao redor e verá a mesma coisa que viu quando o seu relógio marcava 23h59min." mas o que realmente fará a diferença não é o tempo cronológico, mas sim o tempo psicológico.
Lindo Marina! É inspirador ler um texto como esse no primeiro dia do ano, e são textos assim que me inspiram também a continuar escrevendo. Sim, você é uma inspiração para que o Eternos Rascunhos continue existindo!
Beijos Marina, e um 2011 repleto de sucesso e conquistas!

Rooh. disse...

Marina do céu, que texto é esse? *-* (+1)
Rs...


' “Quem espera sempre alcança”, esse daí deve ter morrido de tanto esperar.' Pois é,eu estava exatamente no meu dia de hoje,cheia de indecisões quanto à vida e acabo de ler esse texto que acabou me motivando a ir à luta... Obrigada por ter escrito algo tão esplêndido e que é capaz de nos mover.
Com relação à chuva do dia 31 de dezembro,aqui onde moro choveu muuuuuito(é sério,fazia tempo que não caía tanta chuva à noite). Engraçado né,mas como voce disse,acredito também que seja para nos lavar,nos renovar...

Um FELIZ,mas MUITO FELIZ mesmo 2011 pra você,Marina! Que todos os seus sonhos se realizem e que Deus esteja sempre contigo,iluminando seus caminhos e lhe fazendo brilhar mais e mais!
Ah,e nunca deixe de escrever tá? E insisto em dizer que você ainda vai longe...
Um abraço!
;D

Si Caminada disse...

Adorei o texto... acho que o dia 31 é o dia do balanço, entende?
O que não mudamos nesse ano, o que não fomos esse ano e o que seremos no próximo...

Adorei seu blog.
Tem um contéudo ótimo.
Peço que comente e siga o meu =)

http://ocantinhodochico.blogspot.com/2011/01/untitle-d.html

May disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
May disse...

Marina, você nao me surpreende mais com seus textos.. apenas me faz adimira-la mais e mais por seu dom de despertar minha imaginação. Possa ser que essa transição entre o dia 31 ao dia 1° nao mude muita coisa .. mas, esse ano foi diferente. eu tinha uma certeza que muitas coisas mudariam e o pior, eu nao queria que algumas coisas mudassem, simplismente pelo fato de ama-las e ama-las. kkkkkk marina, o nosso dia 1° nao foi normal, nao vimos coisas que vimos no ano anterior :P . apesar das mudanças que possa ocorrer, uma coisa continua: o desejo de viver intensamente, como sempre comentamos.. E poder contar com você daqui pra frente, já será a realização de um desejo. amo você, marina. continue assim.!

Marina T. disse...

Sariinhaa, muito obrigada pelo comentário, gatinha! ;*

Ai, ai, Jonatas, você bem sabe o que eu penso desse seu comentário, já conversamos sobre isso! ;D
Você quer me conquistar até por comentários é? Huahua
Achei lindo, obrigada, meu violão .. huahuahua ;)

Claire! Que bom que você achou isso, felicidades para você também! Obrigada, beeijo.

Paulinho do céu, não diz que eu sou do céu, porque assim você me conquista! Rsrs
Realmente pode ser um novo começo, basta você decidir que será assim. Acho que isso não dá certo comigo, porque todos os anos eu planejava fazer coisas para que houvesse mudanças na minha própria vida, conseguia fazer no começo, depois esquecia. Esta virada eu fiz diferente e não planejei nada, não sei por que eu não fiz isso antes, foi sempre assim que eu quis viver! Rs
Muito obrigada pelo seu carinho com o Devaneios, viu? Você também é uma fonte inspiradora para mim, espero que nossa “parceria” dure muito tempo!
Beijos, Paulinho! ;)

Olá, linda Rooh! :D
Ah, muito obrigada você, por comentar isso aqui! Fico muito feliz em poder ter ajudado alguém, mesmo que indiretamente, já faz com que a minha escrita não seja vazia e fútil! Obrigada mesmo! *-*
Choveu, né? Huahau
Bem, como eu disse, pelo menos aqui sempre chove e .. choveu! Não foi uma chuva tão forte como a daí, mas choveu! Rs
Muito obrigada, Rooh, você que é sempre tão carinhosa em seus comentários! Eu te desejo um futuro, não apenas um 2011, maravilhoso e cheio de desejos realizados e que você seja muito edificada com o aprendizado que irá ganhar por meio das experiências!
Beijão! ;*

Si, obrigada pelo comentário, já li o teu texto, comentei! :D
Abraço 

Ah, May, obrigada mesmo, seu apoio é importante demais para mim! E todas as outras coisas que eu teria para te falar, já foram ditas na virada! Rsrs
Você sabe que é o meu par perfeito e isso basta! Este ano nos trará coisas maravilhosas, pode contar comigo sim, porque como eu já te disse, não vamos mais nos separar! Amo você, amiga! ♥
Beeijo, Luciene .. HAHAHAHAHA! =x

Andre Mansim disse...

Hahahahahaha Mary, nunca ví ninguém falar tantas coisas diferentes sobre um final e virada de ano, hahahahaha, vc estava inspirada!
Parabens, vc escreve muito bem, não é a toa que sempre lê os posts do Tadashi que apesar de escrevilhão demais é um dos melhores escritores de blogs por aí. Parabens de novo.


Atualizei meu blog, passa lá!

Marina T. disse...

KKKKKKK .. São ossos do ofício, Andre ..
Confesso que às vezes tenho um pouco de preguiça de ler quando o texto é MUUUITO grande, mas eu tomo coragem, pois sei que a leitura dos textos dele sempre é agradável! :D
Obrigada, Andre!
Beijo ;*

Postar um comentário