Páginas

quinta-feira, 10 de março de 2011

Quer saber?

Quer saber?
Eu acho mesmo é que a gente não tem nada a ver.
E eu deixo tudo isso acontecer para que você possa ver,
Para que eu possa ver aonde isso vai dar.
Para que eu possa ver aonde a gente vai chegar,
Então eu simplesmente deixo isso rolar...

Quer saber?
Eu nunca soube rimar,
Mas isso não quer dizer que eu não saiba como falar.
O que eu posso expressar pode ser lido no olhar.
Eu nunca soube fazer poemas,
Sou péssima nessa métrica,
Viva o verso livre.

Quer saber?
Eu nem sei o que eu estou dizendo aqui.
E quem se importa? Eu? Com certeza não!
Você se importa?
Não? Fecha a porta e vem aqui.

Quer saber?
Esqueça todas as minhas palavras, elas não valem nada mesmo.
E eu deixo tudo isso acontecer para que você possa ver
Que eu estou deixando você saber
Porque agora o que eu estou querendo é você.


P.S.: Este texto infantiliza a minha mente! ¬¬'

2 comentários:

Anônimo disse...

Huum.. tô ligada nessa parada aê.. kkkkkk³
você é SHOW Marina.

PaulinhoIron disse...

Estava com saudades das suas linhas Marina :)
É bom deixar-se levar, as vezes, pelos ares do destino, só para ver em qual rua ele vai te levar, em qual esquina ele vai te deixar e com quem ele vai te deixar.
Utilize da estrutura verso livre, e seja livre na vida também. As vezes, prender-se muito à algo/alguém faz com que se perca muitas oportunidades de ser realmente feliz.
Parabéns por outra excelente obra!

Beijos, bom final de semana!

Postar um comentário