Páginas

domingo, 26 de junho de 2011

Seu Nostal e dona Gia

Seu Nostal: Eu li no significado por trás das suas palavras... Queria poder ler no olhar dela...

Dona Gia: E o que exatamente minhas palavras significam?

Seu Nostal: Que eles estão plantando sementes... Começando a construir uma história bonita, daquelas dos contos de fadas...

Dona Gia: Mas eles não acreditam em contos de fadas!

Seu Nostal: Ela adora destruir castelos de areia!

Dona Gia: Porque eles são de areia, perdem-se com o vento...

Um comentário:

PaulinhoIron disse...

Você anda cada vez mais genial, Marina!
São poucas palavras...misteriosas, cheias de ares guardados nas entrelinhas. Isso tornou o diálogo extremamente atraente.
E a nostalgia é exatamente isso. É plantar as sementes agora e se deliciar com seus frutos quando maduros. Aí chega o vento e assopra tudo isso pra bem longe, e só percebemos que tal época nos foi tão significativa e importante, quando nos olhamos e conversamos com nós mesmos, com o coração aberto. A nostalgia é exatamente isso, é saber o que houve, quando e como houve, mas é entender porque acabou e admitir que acabou.
Enigmático e interessante!

Beijos, Marina! Tenha uma excelente semana!

Postar um comentário